sexta-feira, fevereiro 15, 2008

“Correspondência(S): Mécia/Jorge de Sena” - lançamento do livro da Doutora Otília Lage

" Perto de cem pessoas marcaram presença no lançamento do livro de Otília Lage intitulado “Correspondência(S): Mécia/Jorge de Sena”, que se realizou na sexta-feira, dia 8 de Fevereiro, pelas 21.30 horas. Para apresentar o livro esteve o jornalista e poeta, Manuel António Pina. A autora referiu que com o lançamento desta obra pretendeu prestar uma homenagem a Mécia de Sena, mulher e companheira do grande escritor português Jorge de Sena.
Mécia de Sena nasceu em Leça da Palmeira, sendo filha de Armando Leça (conhecido musicólogo) e da violoncelista Irene Freitas e vive em Santa Bárbara, nos Estados Unidos, tendo perto de 90 anos. Mécia é, também, a irmã mais nova de Óscar Lopes, uma figura ímpar da literatura portuguesa.
Manuel António Pina referiu que quando começou a ler este livro, tinha ido à procura de Jorge de Sena, poeta que muito admirava, mas o que encontrou foi Mécia de Sena. Segundo Otília Lage, Mécia era, então, uma mulher que escrevia as mais belas cartas de amor e é digna de todo o reconhecimento literário. A autora referiu também que Mécia de Sena é de uma grande fidelidade à obra do marido, Jorge de Sena, mas de uma fidelidade no sentido positivo, da salvaguarda do importantíssimo legado deixado por Jorge de Sena, poeta, ensaísta, dramaturgo, tradutor, sendo outra referência incontornável da cultura portuguesa.
Assim, com este lançamento, a Câmara de Matosinhos e a Biblioteca Florbela Espanca pretenderam prestar uma homenagem e proporcionar um maior conhecimento sobre mais uma filha e mulher ilustre de Matosinhos.
Na assistência, marcou presença o Vereador da Cultura, Fernando Rocha, o sobrinho de Mécia de Sena (e filho de Óscar Lopes), bem como amigas de longa data de Jorge e Mécia de Sena, designadamente de Carrazeda de Ansiães, entre muitos ilustres cidadãos.
A autora, Otília Lage, Mestre e Doutora em História pela Universidade do Minho, é directora dos Serviços de Documentação e Publicações do Instituto Politécnico do Porto, desde 1999. É também docente convidada do Doutoramento em Educação da Universidade Lusófona, Investigadora do Núcleo de Estudos de População e Sociedade da Universidade do Minho desde 1995 e investigadora do Centro de Investigação Transdisciplinar Cultura, Espaço e Memória da Universidade do Porto. É ainda membro de várias associações profissionais nacionais e estrangeiras ligadas à História e Ciências da Informação. "

1 comentário:

Amigos do Concelho de Aviz disse...

Pode não ter nada a ver com o assunto aqui tratado, mas porque a cultura é um “bem” importantíssimo a defender, convido-vos a participarem nos VI Jogos Florais de Avis, que já são uma referência no panorama cultural português. Sendo uma iniciativa da Amigos do Concelho de Aviz-Associação Cultural, o regulamento está disponível em www.aca.com.sapo.pt
Concorram e boa sorte.
Saudações culturais.
P’la ACA,
Fernando Máximo!